Archive for março \31\UTC 2008

atuadoras no teatro fábrica

março 31, 2008

atuadoras

domingo, dia 06 de abril, tem “as atuadoras” no teatro fábrica, em são paulo, com o trabalho “mulher a vida inteira”, numa apresentação especial só para mulheres, artistas e pensadoras da cultura!

vai perder, chapa? não, né?

maylepique@yahoo.com.br

Anúncios

mais uma da série “a mulher na publicidade”

março 27, 2008

prop11.jpg 

publicidade de revista da década de 70! ridííííículo.

 e quando me falam que isso aí de cima já era, eu me lembro do taxista que me transportou há uns meses atrás e insistia que eu deveria ter “pelo menos um filho”, porque a mulher “foi feita para isso”.

eu dei muito escândalo.

gosto da idéia do seminário “a mulher na publicidade”. podíamos todas reunir o máximo de material possível, pesquisando.

e aí, garotas? feliz páscoa?

março 23, 2008

pascoacarne2 

“porque o importante é escolher bem o presente” (da revista fatos & fotos – gente, de 1976).

1. não deixem de checar o comentário da diana no post anterior, falando sobre maria rita kehl e outras questões.

2. também não deixem de conferir aqui o blog do curso “mujeres-women-mulheres”, da querida ana rüsche.

o que pode uma mulher?

março 19, 2008

artigo de maria rita kehl.  o único defeito é que começa citando um verso do “mulheres de atenas” chico buarque, aquele da delicadeza duvidosa.

trecho:

“Temos também Michele Bachelet no Chile e Angela Merkel na Alemanha. Benazir Bhuto sacudiu a ditadura no Paquistão. A Somali Ayaan Ali, refugiada na Holanda para escapar da lei islâmica, foi deputada pelo partido conservador de lá. As mulheres estão tomando o poder? O mundo vai virar de cabeça pra baixo? Não nos precipitemos. Mulheres no poder não constituem uma novidade assim tão espantosa. Pensem na rainha Vitória, em Catarina de Médicis e Isabel de Castela. No século XX tivemos Margareth Tatcher, Indira Ghandi, Golda Meir. O poder é um lugar que tolera excentricidades, desde que não alterem seu funcionamento e os compromissos que o sustentam”.

na íntegra, aqui.

Opereta SEGREGAMULHER

março 19, 2008

sintonia fina a da maiara gouveia com a gente, ela que deixou um comentário ótimo no post abaixo.

eu estava me preparando para lever ao instituto religare, no dia de nossa apresentação (08/03/08), algumas folhas impressas com letras do tom zé do disco “estudando o pagode na opereta segregamulher”, pra ler na discussão que se seguiria à apresentação das cenas de “carne”.

acabei não levando, mas a maiara ótima se antecipou e manda essa:

“– Sofrer a dor, no homem, é coragem; na mulher, masoquismo. A sociedade de dominação criou esse conceito.

– O escravismo vê metade da humanidade como peças de propriedade a serem controladas. E a escravização e abate de animais para subsistência também fundamenta a visão da mulher como procriadora ou tecnologia sexual reprodutiva. Como propriedade do homem, cuja sexualidade tem como função ser controlada e servir aos “proprietários” homens”.

tudo isso, do disco do tom.

valeu, maiara! pauta maravilhosa essa.

michelle

março 18, 2008

artigo de joana maria pedro, da universidade federal de santa catarina, sobre michelle perrot.

mais uma no religare

março 18, 2008

feeeuemcarne 

 fernanda e eu, cena público X privado, com texto de michelle perrot.

no religare

março 18, 2008

carneno religare

foto “aérea” da apresentação do processo de trabalho de “carne” no instituto religare, no dia 08 de março de 2008. junto com as atrizes da kiwi, apresentaram-se também as atuadoras.

sobre o blog

março 18, 2008

este blog se destina a acompanhar e refletir sobre o processo de trabalho de “carne”, da cia kiwi de teatro, com fernanda azevedo e márcia bechara, intervenções musicais de eduardo contrera, direção de fernando kinas.